Skip Navigation Links
Início
Contactos
Câmara de Cantanhede dá continuidade ao projeto ColorAdd na Praia da Tocha
Pelo segundo ano consecutivo
Câmara de Cantanhede dá continuidade ao projeto ColorAdd na Praia da Tocha
No âmbito da cerimónia do hastear da Bandeira Azul, em que a Praia da Tocha viu uma vez mais reconhecida a sua qualidade balnear, foi também desfraldada a bandeira que reconhece implantação do projeto ColorAdd.

Esta iniciativa, que se iniciou na Praia da Tocha, em 2018, tem como objetivo garantir um município ainda mais inclusivo e acessível a todas as pessoas que vivem ou visitam a Praia da Tocha. Desenvolvido por Miguel Neiva, designer gráfico português e professor da Universidade do Minho, esta ação é constituída por um Sistema de Identificação das Cores, premiado com a Medalha de Ouro da Comemoração da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

O Plano Integrado de Salvamento é desenvolvido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal em colaboração com os concessionários da Praia da Tocha, prevndo que os nadadores salvadores garantam o serviço de vigilância e assistência a banhistas, fazendo içar diariamente, as bandeiras sobejamente conhecidas (verde, amarela e vermelha) identificando o estado do mar, a que se junta agora, a bandeira ColorAdd, num mastro independente e próximo do anterior.

Projeto ColorADD nas praias
Estima-se que 10% da população mundial masculina e 0,5% da população feminina sofra de daltonismo, pelo que o código ColorADD pode constituir um ponto de viragem na vida de todos os indivíduos que padecem deste constrangimento visual.

Este código, criado pelo designer português Miguel Neiva, é baseado nas três cores primárias, representadas através de símbolos gráficos. Mediante o conceito de adição de cores, torna-se bastante fácil relacionar os símbolos respetivos e, desta forma, identificar toda a paleta de cores. O branco e o preto surgem apenas para orientar as cores para as tonalidades claras e escuras.

O código de cores, que distingue até cores metalizadas e descreve tons escuros e tons claros é visto como “transformador da sociedade”, mas o autor, Miguel Neiva sublinha o seu “especial impacto nas gerações futuras”. Um dos exemplos que dá, é da sua utilização nos exames nacionais do ensino secundário. Desde 2013, o enunciado dos exames inclui o código de identificação “ColorADD” para que os alunos possam ter as mesmas condições de interpretação de quem não tem problemas de visão e que termina com a necessidade de pedidos especiais para os alunos daltónicos.

Assim a Águas do Centro Litoral estabeleceu, recentemente, um protocolo de parceria com o projeto ColorADD, cujo objetivo é implementar o código ColorADD nas zonas balneares dos municípios da área de intervenção da AdCL. Esta parceria visa melhorar as condições de acessibilidade e segurança no espaço balnear, especificamente para a população daltónica - 350 milhões de pessoas em todo Mundo.
 

fonte: GIRP   23 julho 2019

Enviar por email Bookmark and Share

Município

Concelho

Turismo

Notícias
 
Agenda
 
Entidades
 
Documentação
 
Contactos
 

Serviços Online