Skip Navigation Links
Início
Contactos
Skip Navigation LinksInicio > Turismo > Património > Património Edificado > Outros Imóveis  
Outros Imóveis 



Museu da Pedra
O seu principal acervo aborda a temática da pedra sob as mais variadas perspetivas, e é constituído por artefactos arqueológicos recolhidos nas estações pré-históricas e romanas do concelho.

O Museu está instalado num edifício recuperado do século XVIII, e para a definição das metodologias e das estratégias de concretização deste projeto foram convidados especialistas de várias áreas (conservadores de museus, arqueólogos, historiadores de arte, geólogos, paleontólogos, arquitectos, engenheiros, designers, escultores) que contribuíram para a seleção, recolha, estudo, inventário, valorização e preservação das coleções.

É constituído por artefactos arqueológicos recolhidos nas estações pré-históricas e romanas do concelho, achados paleontológicos oriundos das pedreiras locais, ornamentos realizados com "pedra de Ançã", estatuária religiosa proveniente de igrejas e capelas da cidade e seu termo, e as ferramentas utilizadas na sua elaboração. O núcleo de exposições temporárias impõe-se com igual importância, proporcionando aos visitantes o contacto com a produção escultórica contemporânea.

Visitas guiadas, gerais e temáticas, a grupos escolares e a outros públicos.
Atividades Lúdico-Pedagógicas que decorrem na sala do "Museu Vivo" e na "Sala Lúdico-Pedagógica" do Museu. 



Horário de Inverno: 
Terça a Sexta das 10h às 13h e das 14h às 18h 
Sábado e Domingo das 14h às 18h 

Horário de Verão:
Terça a Sexta das 10h às 13h e das 14h às 18h
Sábado e Domingo das 14h às 19h 

 Encerra à segunda-feira e feriados 

Morada
Largo Cândido dos Reis 
3060 Cantanhede 

Tel.: 231 423 730 
Fax: 231 423 732 
E-mail: museudapedra@cm-cantanhede.pt 

GPS:40.346544 -8.591448
Palácio do Marquês de Cascais 
Junto ao Pelourinho, este imóvel seiscentista de planta regular pertenceu a D. Álvaro Pires de Castro, 1.º Marquês de Cascais e Senhor da Vila de Ançã. Viveu na sua residência durante os seus últimos sete anos da sua vida, falecendo a 11 de Julho de 1812.

O corpo central do edifício assenta sobre três arcos robustos de pedra rusticada. Sobre o arco central, virado para o Terreiro do Paço, encontra-se colocado o Brasão de Armas dos Castros.

O alçado principal, virado para o Terreiro de Paço, exibe magníficas janelas de avental, em pedra da região, típicas da arquitetura popular dos séculos XVII e XVIII.


Localização
Largo do Pelourinho - Terreiro do Paço 
Ançã

Localização GPS
40.272993 -8.522429

Nota: Imóvel Particular não visitável
Antigo solar dos Neiva
Este imóvel, que outrora foi o Solar dos Neiva, é um dos mais imponentes de Ançã. 

Imóvel do Século XIX. Na sua frontaria sobressai o Brasão de Armas dos Bandeira de Neiva, esculpido com mestria, em pedra da região.
Ó edifício apresenta inúmeros pormenores notáveis de construção, tais como cantarias trabalhadas, caixilharias de bandeira com vitrais, cunhais de pedra com frisos que terminam em cornija. É ainda de realçar o magnífico portal em madeira que sobressai na entrada principal.

Esta propriedade privada é a mais imponente e mais representativa da fidalguia ançanense.


Localização
Rua Dr Jaime Cortesão - Ançã

Localização GPS
40.272879 -8.522976

Nota: Imóvel Particular não visitável
Museu Etnográfico do Grupo Típico de Ançã
Casa do século XVII, propriedade do Grupo Típico de Ançã, representando a vivência dos ançanenses no princípio do século XX.

Ali está representada não só a casa típica de Ançã, como um espólio valiosíssimo que foi sendo doado pelas gentes de Ançã ao Grupo Típico.

É uma casa setecentista, comprada e restaurada pelo grupo típico de Ançã em 1990.

Imóvel antigo, de traça popular e forma rectangular. É composto por dois pisos, tendo sido o superior usado como habitação e o inferior como "loja" ou casa de arrumos. O acesso ao edifício é feito por uma escadaria em pedra de Ançã, para o 1º Piso.
O edifício apresenta antigas cantarias de avental, com caixilharias de guilhotina e portas de madeira. 

Este museu foi aberto ao público a partir de 1991 com espólio oferecido pelo povo desta terra.
No 1º andar, é possível recordar como viviam, outrora os antepassados, visitando o quarto e a cozinha/sala. O rés-do-chão, noutros tempos adega ou curral, está agora destinado a exposições permanentes e temporárias.

Nota: Visitável mediante marcação prévia junto do Turismo de Ançã.



Morada
Rua Dr. Jaime Cortesão
Ançã

Tel. 239 964 545 (Posto de Turismo de Ançã)

GPS: 40.272834 -8.523631

Moinho da Nascente
Moinho situado a poucos metros da Fonte de Ançã, ainda em funcionamento, e cujas primeiras referências remontam ao ano de 937.

Imóvel antigo, de traça popular e forma retangular. Aí funciona um antigo moinho de milho cuja força motriz provém da água da Nascente de Ançã. Constitui um forte pólo de atração turística, aliado ao espaço envolvente da Fonte de Ançã.
Este é um exemplo de como se pode manter vivo um secular processo artesanal que é um património de todos.


Localização
Rua Dr. Jaime Cortesão
Ançã

Localização GPS
40.272593 -8.525058

Visitável mediante contacto com o Posto de Turismo de Ançã.
Fonte dos Castros
Datada de 1674, a Fonte de Ançã tem um caudal de 20640 litros por minuto.
De "chapuz"e forma quadrada, coberta por abóboda com telhado e sustentada por 3 arcos  e cunhais rusticados, ostenta o brasão dos Castros, pertencente ao Marquês de Cascais, Senhor da Vila de Ançã.

Segundo Vergílio Correia e A. Nogueira Gonçalves, a fonte terá sido usada pelos romanos, tendo sido encontrado mosaicos na sua proximidade.
Ali nasce uma nascente importante, e uma ribeira - a Vala de Ançã - que atravessa a Vila, servindo as suas águas para regar as terras agrícolas até à povoação vizinha (S. João do campo).

Junto dos muros que rodeiam este recinto, existem bancadas capeadas de pedra, que serviam de poiais aos cântaros de vinte litros e aos canecos de madeira com que as moças levavam água para as suas casas, e bancos para os moços que sequestravam as esbeltas raparigas ou as esperavam ao entardecer, para o namoro combinado ou para lhes matarem a sede com a água fresquinha bebida dos próprios cântaros, que depois ajudavam a pôr à cabeça, num gesto de galanteria cavalheiresca.

Localização
Rua da Lapa - Rua Dr. Jaime Cortesão
Ançã

Localização GPS
40.272701 -8.525317
 

Município

Concelho

Turismo

Notícias
 
Agenda
 
Entidades
 
Documentação
 
Contactos
 

Serviços Online