Exposição Fases de Isolamento marca a reabertura do Museu da Pedra

A exposição Fases de Isolamento, do fotógrafo português João Carlos, vai ser inaugurada no próximo sábado, dia 24 de julho, iniciativa que marca a reabertura do Museu da Pedra, após o encerrado para obras de reabilitação. 

Esta exposição caracteriza cinco semanas de isolamento e o impacto que pode ter na saúde mental, nomeadamente em temas tão importantes como o teletrabalho, o isolamento em casa, o bombardeamento de informação contraditória e o distanciamento físico das pessoas, perspetiva a partir do qual o artista interpreta as várias emoções vividas por muitos intervenientes.

Português, nascido em Nova Iorque, João Carlos é conhecido pelas suas explorações artísticas, enquanto fotógrafo internacionalmente premiado e versátil, iniciando a sua atividade cultural em áreas como a pintura e artes plásticas, frequentando o Instituto de Arte e Comunicação Visual (ARCO), em Lisboa.

A mostra apresenta um trabalho constituído por 15 obras premiado pela IPA – International Photography Awards, TIFA – Tokyo International Awards, PX3 – Paris Silver Award, e LICC – London International Creative Competition, imagens conseguidas com o auxílio dos modelos Fabrícia Pereira e Rodrigo Castelhano, apresentando-se como um apelo à saúde mental, tema cada vez mais relevante e importante na sociedade.

A cerimónia contará com uma visita orientada pelo autor, através das 15 obras que caracterizam a evolução de pensamentos e emoções vivenciados durante o isolamento provocado pela situação pandémica. Atendendo às regras em vigor relativas a este tipo de eventos, esta cerimónia será realizada seguindo as normas impostas pela DGS e as visitas futuras podem ser efetuadas sem ser necessária uma reserva prévia, excetuando à segunda-feira, dia em que o Museu da Pedra está encerrado.