V Concerto das Janelas Abertas reuniu mais de 400 pessoas na Pocariça

Mais de 400 pessoas assistiram no último sábado, dia 15 de junho, ao V Concerto das Janelas Abertas, no largo António de Lima Fragoso, na Pocariça. Trata-se de uma reconstituição dos serões de veraneio em que a família Fragoso, juntamente com os amigos do Conservatório Nacional, passava horas criando e interpretando música. 

Como o calor de julho e agosto era forte, abriam-se as janelas do andar de cima e só depois começavam a tocar. A alegria era muita e a música tocada agradava aos transeuntes.
O espetáculo contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio, do vice-presidente da autarquia, Pedro Cardoso, do presidente da Assembleia Municipal, João Moura, e ainda do presidente da União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça, Nuno Caldeira.
No concerto esteve ainda a presidente da direção da Orquestra Clássica do Centro, Emília Martins, e a professora e ex-ministra da Educação e Ciência, Margarida Mano.

“Este foi mais um grande momento e uma extraordinária oportunidade para reafirmar a importância do legado artístico e musical desta figura marcante da história da música nacional”, referiu na sua intervenção a presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio.

A iniciativa alia a história, a relevância de uma figura incontornável do panorama cultural concelhio, nacional e internacional (considere-se a integração da Associação António Fragoso e por inerência do ilustre António Fragoso no Centro Europeu de Música), com a expressão artística veiculada por exímios instrumentistas e formações musicais.

A edição deste ano apresentou um repertório exclusivamente fragosiano, integrando inéditos como foi o caso de Coro dos Peregrinos, interpretado pelo grupo Pro Musica Antiqua da AAF, e o tema Inquietude, interpretado por Bernardo Santos, ao piano.

A este tema juntou-se Noturno em Ré Bemol Maior, por Luís Filipe Pereira (piano); Pensés extatiques, por Júlio Gonçalves (piano); Morena, pelo grupo Pro Musica Antiqua; Danças | Valsa Ingénua, Dança Popular, Canção e Dança Portuguesa, por Bernardo Santos (piano); Sete Prelúdios Margarida Prates (piano), que assumirá também a apresentação comentada de todo o programa; Sonata para Piano, por António Oliveira (piano); Cantares, pelo grupo Pro Musica Antiqua; Três peças do Sé. XVIII, Três Mazurkas, arranjos para trio de sopros de Mafalda Carvalho (flauta), Bruna Carvalho (fagote) e Samuel Marques (clarinete) solistas da Orquestra Clássica do Centro; Trio Opus 2, pelo trio de Câmara - Vasco Dantas (piano), Álvaro Pereira (violino) e Tiago Anjinho (violoncelo).

A edição de 2024 contou ainda com a presença de uma vasta equipa da RTP, que assegurou a gravação integral do concerto para exibição nos diversos canais da estação pública de televisão.
O concerto das Janelas Abertas é um evento anual organizado pela Associação António Fragoso (AAF) na Pocariça, com o apoio de diversas entidades.

Fundada em janeiro de 2009, a AAF é uma instituição cultural sem fins lucrativos que tem como principais objetivos o estudo, a revisão, a edição e a ampla difusão das obras musicais e literárias deixadas por António Fragoso.